COMO ENSINAMOS

Aqui no Pássaro Azul valorizamos a escola como um espaço significativo de aprendizagem. A nossa  prática  pedagógica  é   ancorada  nas  teorias  construtivista  e    sócio-interacionista,  nas quais  encontramos  referências para  a  organização da nossa  ação educativa, que está em total consonância com a BNCC.        

COMO-A-CRIANÇA-APRENDE-(1).jpg

COMO A CRIANÇA APRENDE

Em suas brincadeiras, a criança expressa como organiza, desorganiza e reconstrói seu mundo, simbolizando-o e representando seus sentimentos e pensamentos, descobrindo-se e adquirindo autoconfiança, libertando-se da dependência dos outros, construindo sua autonomia e integrando-se em seu ambiente.

COMO-A-CRIANÇA-APRENDE-(2).jpg
IMPORTANCIA-DE-BRINCAR-(1).jpg

IMPORTÂNCIA

DO BRINCAR

Brincadeira é coisa séria! Através do jogo e da ludicidade e na interação com os pares,  a criança elabora sua autonomia de ação, aprende regras, aprende a ganhar e perder,  organiza emoções, compreende o mundo à sua volta e testa habilidades físicas, como correr e  pular.  Por isso, no Pássaro Azul, a ludicidade e o faz de conta estão presentes em todos os contextos pedagógicos, e com a mediação dos professores, os alunos  constroem coletivamente o seu conhecimento sobre o mundo, e também, habilidades e competências que serão importantes ao longo de toda a vida.  

WhatsApp Image 2020-03-12 at 07.43.55 (1
METODOLOGIAS-ATIVAS--(2).jpg

METODOLOGIAS

ATIVAS

Acreditamos na capacidade da criança de pensar, criar, elaborar hipóteses e ser ativa em seu processo de aprendizagem, atribuindo sentido e significado às suas experiências. Por isso, as nossas propostas pedagógicas são estruturadas  tendo em vista  metodologias ativas, desafios crescentes, interatividade e o desenvolvimento socioemocional. Conhecer-se, brincar, explorar espaços, conviver, participar e expressar-se são direitos vivenciados plenamente no Pássaro Azul.

WhatsApp Image 2020-10-28 at 17.07.57.jp
Image by Zdeněk Macháček

PEDAGOGIA

DOS PROJETOS

No Pássaro Azul desenvolvemos em sala de aula, como metodologia, a pedagogia de projetos, que coloca o aluno em contato com um projeto concreto que faça sentido para o seu aprendizado e portanto faz com que ele esteja interessado e em que planeje o empreendimento, colha as informações, e finalmente, leve a efeito os seus planos.

No trabalho com projetos o aluno constrói o próprio conhecimento e o professor propõe situações de ensino baseadas nas descobertas espontâneas e significativas dos alunos. Sendo assim, o trabalho com projetos traz uma nova perspectiva para o processo de ensino/ aprendizagem - aprender não é um simples ato de memorização e ensinar não significa mais repassar conteúdos prontos. Ao contrário, um projeto visa dar sentido às aprendizagens e isso ocorre desde o início, com a escuta do que pensam e narram as crianças e a relação que ele estabelece entre essa escuta e os propósitos de aprendizagens escolhidos para a atividade.

O papel do professor na condução de um projeto é de mediador, um provocador de novos sentidos e curiosidades. A intervenção acontece quando as crianças pedem e também quando ele mesmo vê essa necessidade e considera que há tempo adequado para acrescentar novas perguntas ou informações.

A atuação do professor, embora não tenha caráter direcionador, em nenhum momento deve ser de abandono. É preciso oferecer apoio constante para ampliar os saberes que circulam no grupo. A cada momento, o professor toma uma atitude que considera a curiosidade das crianças, as intenções da pesquisa, a possibilidade de intercâmbio de opiniões e a negociação.

large-content_id (1).jpg
large-content_id.jpg